Atividades para a volta às aulas - Parte 3

Atualizado: Jun 30

Atividades escolares recomendadas após um período de crise

Propostas de atividades escritas

Atividade 1: Crônicas sobre a pandemia

Público-alvo: estudantes do Ensino Médio

Tempo de duração: 1h15

Objetivo: Auxiliar os alunos a refletirem e a criarem

as suas narrativas sobre o período da pandemia


Parte 1:

Escolha uma crônica de sua preferência e leia-a em voz alta com os alunos. Se possível, disponibilize uma cópia impressa para cada um. Uma sugestão, é a crônica "Daniel"19, escrita por Antônio Prata dias antes do nascimento do seu segundo filho. Nesse texto, o autor apresenta como é o mundo para alguém que ainda o desconhece, indicando suas preferências e também dando alguns conselhos para essa "chegada".


O site Portal da Crônica Brasileira possui um acervo online com diversos textos de autores como Clarice Lispector, Rubem Braga, Fernando Sabino e Rachel de Queiroz. Acesse o link.


Parte 2:

Proponha uma atividade que os alunos produzam um texto que retrate o período da pandemia da COVID-19. Peça a eles que imaginem que alguém lerá essa crônica no futuro - quem sabe até mesmo um familiar? Reforce que eles estão vivenciando um período histórico repleto de peculiaridades que merece ser retratado por meio de palavras. Antes de os alunos começarem a produção escrita, faça uma breve discussão com estudantes sobre quais são os principais temas que merecem ser contemplados.


Características:

- O fator principal que define a crônica é sua temática: crônicas abordam assuntos vinculados ao cotidiano das cidades.

- Um bom cronista é aquele que narra situações banais sob uma ótica particular e criativa.

- É comum que esse tipo de texto tenha marcas claras de humor.

- A linguagem da crônica costuma ser coloquial e simples. A leveza na linguagem é típica do gênero.

- Normalmente, as crônicas são publicadas em jornais, revistas e blogs


Atividade 2: Minha história sobre a pandemia

Público-alvo: estudantes do Ensino Fundamental I

Tempo de duração: 1h15

Objetivo: Auxiliar os alunos a refletirem e a criarem as suas narrativas sobre o período da pandemia


A Fundação Lego (Lego Foundation) disponibilizou um livro digital gratuito traduzido para diversos idiomas (incluindo o português) que conta a história de seis crianças que moram em diferentes lugares do mundo e que estão enfrentando o fechamento de escolas por causa da pandemia. Cada história fala sobre os desafios vivenciados e transmite uma mensagem de esperança ao final.


Parte 1:

Leia o livro em voz alta com as crianças.


Parte 2:

Em uma roda, pergunte a elas o que acharam da história e como se sentiram

quando a escola estava fechada.


Parte 3:

Peça que cada um crie uma pequena história sobre como foi esse período e

que faça um desenho. Ao final, reúna todas as produções e faça um livro da

turma sobre esse período de isolamento social.


Atividades artísticas

Introdução

Os benefícios de diversas manifestações da arte nos cuidados com a saúde mental têm sido alvo de estudo de diversos autores. Na abordagem de Carl Gustav Jung, psiquiatra e psicólogo suíço, o homem é guiado por símbolos e a arte seria uma maneira de compreender e resolver estados afetivos conflituosos. Já para Carl Rogers, psicólogo norte-americano de abordagem humanista, a criatividade é uma forma de experienciar emoções não conscientes que podem ser transformadas. A arte, portanto, é uma forma de possibilitar

com que se entre em contato com as emoções, que nem sempre conseguem ser expressas com facilidade pelas palavras.



Atividade 1: Retratos do ano 2000

Público-alvo: estudantes do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio

Tempo de duração: 2h

Objetivo: Estimular a manifestação artística para a construção de significados do período pós pandemia


Há mais de 100 anos, o artista francês Jean-Marc Cote retratou uma série de situações que mostram como ele imaginava que seria o ano 2000. Confira algumas delas:


Parte 1:

Apresente as imagens aos alunos e contextualize o período em que elas foram

produzidas


Parte 2:

Peça aos alunos que imaginem como será o mundo daqui a 100 anos, assim

como fez o artista francês. Incentive que pensem em possíveis mudanças que a

pandemia pode trazer para a sociedade e que, então, produzam desenhos

simbolizando como seria esse período.


Leia a primeira parte do texto aqui, e a a segunda parte do texto aqui.


Há uma frase muito difundida nas redes sociais que se aplica bem a esta necessidade: cuidar de quem cuida.


BAIXE O GUIA PRÁTICO VOLTA ÀS AULAS


Acompanhe nossas redes, estamos no Instagram e no Linkedin. Faça parte desse movimento e use a hashtag #AmeSuaMente.

44 visualizações

Acompanhe nossas redes sociais

  • Instagram
  • YouTube
  • LinkedIn - Black Circle

Faça parte desse movimento e use a hashtag #AmeSuaMente

Instituto Ame Sua Mente

Rua Marselhesa, 642

Vila Mariana, São Paulo, SP

CEP 04020-060

amesuamente@amesuamente.org.br